29 de novembro de 2010

A FARPA DA PAZ


- Tiro! Tiro, tiro. Tiro (tiro).
Tiro?
Tiro, tiro, tiro.
Tiro! Rio!
Tiro, tiro. Rio, tiro...
Tiro.
Tiro, tiro, tiro, rio.
-Tiro! Tiro, tiro. Tiro (tiro).
Tiro. Tiro, tiro!
Tiro.
Não fica uma farpa fincada na paz.

Um comentário:

Mai disse...

Tirar a farpa da palavra e

a t i r a r..........PAZ

e

poesia por sobre a cidade